sábado, 14 de janeiro de 2017

Sumidas de Harajuku e Shinjuku: para onde foram todas as lolitas?

Fonte desconhecida, se souberem de onde é essa foto, me avisem para dar os créditos.
Shimotsuma Monogatari foi uma história bem recebida da combinação estranha contudo cativante de uma lolita e uma yankii. Ele impulsionou o que era na época um estilo de moda muito menor, em um fenômeno social importante. Agora, 12 anos depois, as lolitas praticamente desapareceram das origens da moda, Harajuku e Shinjuku.

Desaparecimento dos pontos de encontro


O primeiro lugar que visitamos para reunir informações foi o Marui Annex em Shinjuku. Originalmente o centro da moda, Marui Young (apelidado Young-kan), era um local onde se reuniam as marcas lolita, que depois se mudaram para o 5-8º andares do edifício Marui One, e agora se mudaram novamente para Marui Annex depois que Marui One fechou. No antigo edifício Marui Young, você podia ver freqüentemente fãs vestidos de lolita e estilos góticos reunidos perto da entrada do prédio conversando e aprofundando as relações uns com os outros, mas que em grande parte desapareceu. A mesma coisa aconteceu com outro "ímã" lolita, LaForet em Harajuku. Em LaForet, embora haja movimento regular na rotação de lojas dentro do edifício, não é indicativo de qualquer mudança no geral, assim como novas marcas não parecem estar emergindo.

Uma das principais razões que as pessoas dão para a diminuição em ver lolitas nas ruas de Harajuku e Shinjuku é devido ao declínio em espaços públicos de encontro. Antigos espaços como o que está em frente à loja GAP Harajuku desapareceram, e o desaparecimento de espaços públicos em Harajuku para sentar e conversar teve um efeito. Além disso, como a área Omotesando, a mudança de tendência para estilos "chiques" significa que Harajuku mudou de uma zona orientada para a juventude com muita mistura e combinações de estilos para uma zona adulta que atrai menos lolitas.

Lady-san, que dirige o grupo Dolly Girls lolita, o qual realiza eventos mensais, diz que começou a se agrupar porque queria fazer eventos para fazer amigas lolita. "No início, começou como um grupo de amigos do celular, mudou-se para uma plataforma de mensagens e, em seguida, começamos a ter eventos adequados. Inicialmente, não era este estilo, apenas se divertindo indo fazer compras na cidade." Depois de um tempo, ele se transformou em reuniões onde os membros iriam fazer compras e depois ir a um café depois para conversar, com números atuais de cerca de 10 pessoas por evento. Agora a maioria dos eventos são baseados em refeições e ir a algum lugar interessante para comer. Lady-san presta uma atenção especial que seus convidados sintam que estão em um espaço seguro. Ela tem cuidado sobre permitir que os homens se juntem a seus eventos. "Sabe-se que muitas garotas lolitas estão desconfortáveis com os caras. Então, eu só permito que os rapazes participem dos eventos se eles tiverem sido apresentados por meus amigos pessoais ou por um membro da Dolly Girls que tenha vindo a duas ou mais reuniões. "

Quando perguntamos a Ayato-san (apelido), uma das presentes na Tea Party de Lady-san, se ela vai para Harajuku, ela respondeu: "Mais do que ir para Harajuku, dizemos" vamos nos encontrar neste café ". Estamos todos ficando um pouco mais velhos agora com mais renda, então muitos de nós se reúnem para ter refeições agradáveis em cafés ou hotéis extravagantes. Então, todos nós simplesmente nos encontramos lá." Outra participante, Manaty-san disse: "Harajuku está tão lotado. Os montantes de estrangeiros [turistas] são loucos, eu entendo que eles querem tirar fotos, mas apenas tirá-las sem perguntar é irritante. E, em seguida, se você disser a uma pessoa ok, todo mundo vai começar a tirar fotos e bloquear o fluxo de tráfego de pedestres."

Mudança para o Exterior

Misako Aoki, modelo lolita que aparece frequentemente na revista KERA e trabalha como presidente da Associação Lolita Japonesa, contou sobre o grande declínio da população lolita japonesa.

Isso pode ser atribuído à ascensão de todos os dias, mesmo "Shibuya 109" tipo de marcas mainstream, que fazem roupas com elementos lolita para atrair a pessoa média que pode gostar de estilo lolita, mas estão satisfeitos com estas versões mais acessíveis. Há também a barreira de gastar cerca de US $ 1000 para obter o seu primeiro outfit lolita que faz as pessoas se distanciem.  Estas marcas mais baratas com produtos mais baratos com menos qualidade tiveram um impacto negativo em marcas lolita mais velhas que lutam para equilibrar seus pontos de preço e qualidade, a fim de competir. A amplamente amada marca h.Naoto fechou recentemente todas as suas lojas físicas, em que Misako comentou "Foi um choque enorme. Eles são o representante entre as marcas góticas. Tive a oportunidade de trabalhar com eles no passado, então foi tão triste para mim."

No entanto, em LaForet, o negócio está crescendo em B1.5F [o piso lolita] e as vendas de abril a setembro deste ano cresceram para 120% do ano passado. Os turistas estrangeiros estão gastando. Misako mencionou que ela notou que o número de lolitas estrangeiras está crescendo, "chinesas e americanas estão realmente aderindo à lolita. Especialmente as chinesas estão comprando em grandes quantidades e preferem lolita ao invés de estilos góticos. "Até agora lolita foi " comprar no Japão, usar no Japão ", que mudou para "comprar no Japão, usar fora do Japão". Também recentemente, muitas novas marcas surgiram em outros países, e as culturas locais têm criado raízes. As fãs lolitas podem ignorar o Japão inteiramente, ou seja, "comprar na China, vestir na França", assim olhando para a frente, os fãs japoneses podem precisar procurar no exterior para comprar itens.

Do extraordinário ao ordinário

Masumi Kano, a designer da BABY, THE STARS SHINE BRIGHT, a marca lolita que Momoko usava em Shimotsuma Monogatari, tinha isso a dizer sobre lolita. "Tenho a impressão de que a forma como as lolitas japonesas e as lolitas estrangeiras aproveitam a moda é diferente. No Japão, especialmente quando Shimotsuma Monogatari saiu, lolita foi apreciada em grupos, mas agora se tornou uma moda que pode ser desfrutada de forma individualista e de uma forma mais casual e diária." Basicamente, mudou de ser usado como ocasião especial para uma moda de todos os dias. Manaty-san diz que usa lolita 70% do tempo e outras roupas 30%, então lolita é praticamente sua "roupa normal".

Enquanto lolita ganhou um monte de normalização, a sua natureza de nicho não pode ser negada. Essas fãs são usuárias ávidas de Instagram e Twitter. Usando hashtags, os usuários carregam selfies de seus outfits diários e os rotulam com a hashtag #lolitafashion, que tem cerca de 320.000 usos da tag.

A coisa surpreendente a observar é a quantidade de participação no exterior. Talvez por causa disso, mesmo os usuários japoneses estão usando tags de idioma inglês e interagindo com lolitas fora do Japão. "Parece que a subcultura gótica e lolita está experimentando rápida expansão no exterior. Pode ter a ver com mudanças na atividade do consumidor, mas os líderes que ditam a direção do estilo lolita estão mudando", comentou LaForet. O nascimento de tendências parece ter-se movido das ruas para a web.

Ao escrever este artigo, aprendi que lolitas modernas já não dependem de outras pessoas para desfrutar lolita, mas apenas a si mesmas. Como ouvimos de Kano-san, houve uma mudança do grupo para o individual, e as pessoas costumam vestir-se apenas com o objetivo de publicar suas fotos on-line e interagindo com lolitas em SNSs. No entanto, eu senti que cada pessoa estava se expressando de acordo com seu próprio sistema de valores.

Como Momoko diz:
"Os seres humanos estão sozinhos, sozinhos nós nascemos, sozinhos nós sonhamos, e sozinhos nós morremos. Se você disser que as pessoas não podem viver sozinhas por si mesmas, então eu não serei uma pessoa, posso ser uma pulga. Ao invés de uma pessoa pegajosa que não consegue passar por conta própria, elas pelo menos são auto-suficientes. "

Do grupo ao indivíduo, onde irão essas lolitas independentes [?]

Traduzido da tradução em inglês feita por Abiba Champignon desse texto (clique aqui).

4 comentários:

  1. Obrigada pela tradução! O texto é muito interessante. É bom ver a moda como um todo, observando o cenário em outros países.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei bem legal o texto quando eu vi circulando no Face! Mas nossa, me vejo muito nesse negócio de evitar as pessoas tirando foto... Odeio que tirem foto de mim na rua kk

      Excluir
  2. Adorei o texto! Perceber essas mudanças no estilo é muito interessante. Mas lolita não está em uma situação tão grave quanto Gyaru, em relação a essa diluição dos grupos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade. Gyaru está em uma situação bem mais complicada... Lolita acho que é mais uma mudança do que de fato uma diminuição.

      Excluir

Seja bem vindo (a)!
É muito gratificante ter sua opinião registrada aqui!
Deixe o link de suas redes sociais para que eu possa retribuir seu comentário. Todos os comentários são devolvidos.